academiapsicanalitica

Frontpage Slideshow (version 2.0.0) - Copyright © 2006-2008 by JoomlaWorks

A Importância do Conhecimento

Há que se decidir a buscá-lo e a construí-lo!

Um indivíduo é único,  mutável e temporal.
(
Prof. Judithe Fasolin Zanatta)

Todo ser humano só está bem, só sente-se bem, no momento em que está em equilíbrio psico-emocional e mental, ou seja, ele tem que estar no eixo,  tem que estar aprumado consigo mesmo, com o outro e com o mundo que o cerca.

A essência do ser humano é o amor, o amor gera o afeto. Se tirarmos o amor do ser humano, tiramos-lhe a razão de viver, roubamos-lhe a alma. O indivíduo só se sente bem quando sente firmeza, segurança e certeza dentro de si mesmo porque é amado e ama. Qualquer acontecimento ou fato, vivência ou experiência negativa que o contrarie, que o deixe apreensivo, já sente-se deslocado do próprio eixo e com isto sente-se mal.É um mal estar que atinge o seu todo- o holos.

O ser humano sempre espera que a harmonia como um todo, venha do mundo exterior. Daí ele estar sempre pensando que a felicidade vem de fora, que a prosperidade também vem de fora, que a harmonia que ele precisa é vinda de outras pessoas, das atitudes e comportamentos de outras pessoas para com ele; ele depende sempre dos cuidados que outros lhe dispensem.

Normalmente, esta é a visão que o indivíduo tem com relação ao lugar onde ele trabalha, à família em que vive, à namorada que escolhe, à igreja que congrega. Ele precisa sentir-se bem, sentir-se equilibrado emocionalmente, e no seu todo. Esperar que a felicidade e o bem-estar venham de fora é padrão de carência, é a defasagem que existe entre o Real e o Imaginário; entre o Real  que ele vê,sente, vivencia em seu contexto; e o imaginário que está em seu mundo interior.

É importante saber que a imaginação não é diferente da realidade, a imaginação voa, tem asas imensas, tem cordas longas e a imaginação pode se tornar realidade. Isto acontece à medida que o indivíduo for descobrindo que ele pode fazer acontecer, pode tornar real aquilo que ele pensa. Está em suas mãos o materializar, o fazer acontecer, o mudar o seu contexto.

O indivíduo precisa debruçar-se na janela de si mesmo, e olhar para dentro de si. Fazer isto sozinho, muitas vezes é difícil. Mas há muitas fontes que ele tem acesso e que pode ir descobrindo seu potencial interior que é uma verdadeira bomba atômica de potencialidades, de possibilidades e de capacidades. Existe uma relação direta entre aquilo que o indivíduo sente que é a tomada de consciência, daquilo que ele quer ser.

Como conhecer este potencial?

Pela leitura-(leitura não apenas de livros mas de tudo o que acontece ao seu redor), a leitura na sua expressão exata; mas também na leitura e re-eleitura dos mais pequenos e dos grandes fatos e acontecimentos que ocorrem. Nada passa despercebido a quem faz a leitura da realidade.

A leitura leva à intuição, à imaginação, ao despertar das idéias, ao cultivo das idéias, ao despertar das imagens e ao cultivo das mesmas, isto tudo gera o fazimento ou refazimento da realidade, do nosso contexto pessoal e coletivo.

A leitura dispara dentro do ser humano o gatilho da sensação de poder fazer coisas grandes, expressivas e úteis.

A Escola - Esta leva a pensar por imagens ou pensar por letras. A escola leva o indivíduo a manejar a intuição e a gestar as idéias que fatalmente levam a pessoa a agir, a materializar, a criar e a transformar.

As oportunidades - De posse do conhecimento adquirido e assimilado pelo voltar-se para dentro de si, ele descobrirá  os potenciais infinitos que lá existem;depois de ter buscado o conhecimento em situações, entidades, grupos, amigos, escola, trabalho, família, leituras as mais diversas do contexto em que vive, ele percebe que se abre constantemente diante dele,  porteiras de oportunidades e de possibilidades que a partir daí, lhe são infinitas.

A pessoa que assim age, não espera mais segurança, equilíbrio psicoemocional–mental vindos de fora. Ela começa a sentir que a fonte do poder,  de crescimento de mudança e de transformação está dentro dela, está numa área que parece escondida até que saiba que ela existe, e que é a maior riqueza, o maior poder e a maior força que o ser humano possui.

Assim sendo, a pessoa fica linkada e ligada a tudo e a todos de modo que ela possa perceber os insights, as dicas que vêm de acontecimentos, de pessoas, de fatos, de ditos, de mitos, de crenças de modo que com isto, ela aprenda a gerenciar e a manejar sua imaginação, sua intuição, seus pensamentos e, sobretudo, seus sentimentos. Ou seja, ela vai dando forma à sua imaginação, no seu mundo exterior.

A imaginação é uma ferramenta de transformação fantástica. A pessoa vai aprendendo a lidar com seus sentimentos porque eles são uma grande riqueza. São um celeiro fecundo, que gera vivências, experiências, realidades claras, certas, seguras. A pessoa passa então, para a visão da abundância do conhecimento, passa da  expectativa de receber para a realidade do dar, de colaborar, de contribuir, de participar. Ela descobre uma nova realidade.

O nosso potencial bem gerenciado abre o leque da multifocalidade da visão. Nossos sentimentos, pensamentos e emoções geram uma vida colorida,nos faz descobrir coisas lúdicas, faz-nos perceber pessoas harmoniosas e harmonizadoras, alinhadas com a harmonia do universo e por isso, construtoras do próprio contexto, e fazedoras da própria história. A partilha se faz presente.

Como disse Celso Antunes em seu livro A inteligência Emocional na construção do novo Eu: “A vida é uma escola e o mundo uma sala de aula que se renova a cada dia. É nessa sala de aula, que o homem é avaliado por suas múltiplas inteligências e não apenas por aquelas que a escola considera válidas.”

Assim é a psicanálise: homens agentes de transformação e semeadores de esperança. Seja um desses homens, estude psicanálise, adquira conhecimento. Torne-se um profissional de Psicanálise!

 
Página 9 de 12

Pesquisa

Gostou do novo site da Academia?
 

Fique informado